Taurus

Tinha me esquecido completamente dessa série de fotos com a evolução de uma ilustração que fiz há alguns meses. Sabe quando você se inspira para fazer algo, passa horas trabalhando em cima da coisa e depois simplesmente se cansa e não finaliza? Então, comigo aconteceu exatamente isso, infelizmente.

Mas mesmo inacabado, eu gosto muito desse trabalho. Sou obcecada pela imagem do touro {claro, sou taurina orgulhosa} e os números retratados {XIII, IX e MCMXC} tem um significado especial para mim. Além disso, outros símbolos como a lua, a cruz, as rosas e o halo tornam essa imagem extremamente pessoal.

Rascunhei o desenho com lápis, fiz o contorno com uma Sharpie preta e as sombras com caneta BIC. Eu ~amo~ desenhar com caneta BIC, isso por culpa da faculdade! Não consigo finalizar um desenho sem usar uma caneta BIC preta, desculpa. Gostei até do sombreamento das rosas, estava completamente perdida enquanto fazia elas mas o resultado foi ok.

Enfim, gosto muito de mostrar o passo-a-passo das minhas ilustrações, espero que vocês também gostem de ver! Acho legal ver as diferenças e a evolução dos traços.

20150429_174321

20150429_201810

20150429_201759

20150429_211930

20150429_220213

20150429_231530

20150503_185613

IMG_0898

    
E aí, o que acharam do meu trabalho? Comentem suas opiniões, elas significam muito para mim. ♡

Continue Reading

Mark Ryden • PINXIT

Pinxit, do Latim “Pintado Por”, é uma retrospectiva arrebatadora que reúne o trabalho de quase duas décadas de Mark Ryden, um de meus artistas favoritos. Comprei este livro encantador durante minha viagem a Paris, na livraria do Palais de Tokyo. 

Mark Ryden é um dos mais renomados artistas do movimento de surrealismo-pop, uma arte underground e influenciada pela cultura pop. A estética de Ryden é desenvolvida a partir de sutis fusões de muitas fontes, que vão de David Ingres à qualquer coisa que evoque mistério, como por exemplo brinquedos antigos, modelos de anatomia, animais empalhados, esqueletos e artigos religiosos. 

O livro, para complementar algumas das ilustrações, possui páginas com vários detalhes em escala real {estava tão acostumada a ver as imagens apenas pela internet que não tinha noção do tamanho real das telas}. É possível ver toda a minúcia das pinturas que, juntamente com os rascunhos e explicações, dão uma nova vida a cada obra.

Abaixo estão algumas imagens do livro, só para dar um gostinho para vocês.
 
.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
Continue Reading

Kali Uchis

Kali Uchis is one of my favorite singers ever. Her voice gets me high & I start daydreaming like it’ll be summer forever. According to Billboard:

Kali Uchis is a soul singer for the modern era. The Colombian-born artist builds songs from well-chosen samples, and draws on a wide variety of sounds & influences {…}

Uchis loves instrumental backdrops scavenged from the sweet sounds of the ’60s & ’70s — reggae, R&B & jazz. {…} Uchis’s vocals channel the tender pain of Billie Holiday over Ralfi Pagan’s pleasant vibraphones & sugary doo-wop. “Music nowadays is all about having no feelings & being too cool,” Uchis tells Billboard. “I wanted to reference classic shit from times when people let themselves be raw & vulnerable.” {…}

Uchis is releasing more music soon: an EP titled Por Vida is coming in 2015. It will include production from Bunx, who produced bass-heavy “Know What I Want,” and Tyler, The Creator.

 
 
I decided to make a simple illustration inspired by one of my favorite pictures of her {I had an urge to draw these past days & since I was listening to her music non-stop I decided to portrait her as well}. I loved the result, Kali herself is cute but the Teresa de Lisieux’s portrait is shitty, I admit I was too tired to do a better work. Anyway, I hope you guys get to know her music & love it as much as I do.
 
 
 
 
To know more about Kali Uchis, follow her on social media:
 
Continue Reading